POLÍTICA

Paraná está na contramão da crise, diz presidente da ACIG

Rudival Kasczuk participou do encontro com o o governador nesta quarta, em Guarapuava

11/10/2017 16:15:00

Da Redação

Guarapuava - Lideranças empresariais de Guarapuava ouviram o relato que o governador Beto Richa fez nesta quarta (11), no auditório da Faculdade Guarapuava. Auxiliado por um data-show, o governador não só falou mas expôs dados sobre os investimentos no Estado, mostrando que o Paraná é uma exceção em meio à crise que afeta o país.

O pronunciamento de Beto Richa teve repercussão perante lideranças empresariais de Guarapuava. De acordo com o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Guarapuava (ACIG), Rudival Kasczuk, o Governo do Paraná se antecipou e se reorganizou para enfrentar as dificuldades econômicas e, por isso, não está passando por situação financeira tão complicada. “O Paraná está na contramão da crise”, afirmou Kasczuk. “Participamos sempre de eventos em outros Estados e a reclamação é grande”, destacou ele. O empresário também evidenciou os investimentos feitos pelo Governo no município de Guarapuava e região, que somam R$ 1,45 bilhão desde 2011. “Temos sido prestigiados com investimentos e ações fundamentais do Estado. A parceria e o bom relacionamento com o Governo são essenciais”, disse.

Também presente no encontro que reuniu cerca de 250 pessoas, o empresário Claudinei Pereira, do ramo imobiliário, disse que os investimentos do Estado fazem a diferença na cidade. “Acho que o Governo resgata uma dívida com Guarapuava. Hoje se sente a presença do Governo Estadual no município. Vemos um cenário muito bom de investimentos e acredito, realmente, que em virtude disso os próximos cinco ou dez anos, serão melhores para a população”, disse Pereira.

O esforço do Governo Estadual para equilibrar suas contas e ampliar os investimentos, bem como o trabalho conjunto com a sociedade, foram ressaltados pelo empresário Adriano Rosseti, do setor de combustíveis. “Vimos a apresentação de números motivadores, de redução de despesas públicas, um estado cada vez mais leve, com possibilidade de fazer investimentos importantes, especialmente na nossa região, que há tantos anos estava carente de parcerias”, afirmou. “Parcerias não só com o Governo, mas múltiplas, pactos entre os políticos que nos representam. Hoje se fundem numa visão maior, pensando em toda a região, para trazer ao cidadão melhor expectativa”, disse ele.

TRANSPARÊNCIA

Na reunião, o governador Beto Richa apresentou a situação fiscal do Estado e fez um balanço das ações realizadas em todo o Paraná. “Mostramos os números que o Paraná apresenta hoje, os indicadores econômicos e sociais, a situação em cada uma das áreas da administração”, disse Richa. “É uma boa prática de gestão, com transparência, ouvindo a população e dando espaço para reivindicações, apresentação de sugestões, ideias e propostas”, afirmou.

Ele destacou as principais obras do Governo do Estado em Guarapuava, como o Hospital Regional e o Centro Regional de Especialidades Médicas, ambas em andamento, além de pavimentação asfáltica, reforço de policiais e de viaturas e os investimentos em saneamento, que chegam a R$ 96 milhões. “Hoje o município tem índices de primeiro mundo”, disse o governador.

Na área da infraestrutura, Richa ressaltou as duplicações das rodovias no entorno de Guarapuava, a trincheira no entroncamento da BR 277 com a PR 364 – rodovia, entre os distritos de Guará, em Guarapuava, a Góes Artigas, em Inácio Martins, que foi pavimentada.

Em junho deste ano, Richa entregou a pavimentação da PR 459, entre o Distrito de Dois Pinheiros, em Pinhão, até Reserva do Iguaçu. Este trecho era de terra e a pavimentação beneficiou cerca de 300 mil moradores dos dois municípios e da região.

ESTADO REDUZIU DESPESAS E AMPLIOU INVESTIMENTOS

No encontro com os empresários, o governador Beto Richa apresentou os resultados do ajuste fiscal do Estado e um balanço das principais ações do governo nos últimos sete anos. Ele defendeu a manutenção do esforço no corte dos gastos públicos.

“Fomos o primeiro Estado a tomar medidas, frente à deterioração da economia brasileira. Tomamos várias medidas, muitas impopulares, mas que agora já são entendidas pela população. Hoje vivemos o maior ciclo de investimentos da nossa história.

O governador explicou que o Estado aumentou as receitas em 2,5% com o ajuste fiscal, mas a redução das despesas foi maior, de 7,5%. Dos investimentos, ele destacou a área de infraestrutura - 500 quilômetros de rodovias em duplicação, R$ 2,3 bilhões em conservação e manutenção de estradas, R$ 600 milhões aplicados no porto de Paranaguá.

Na área da saúde, Richa ressaltou a redução da taxa de mortalidade materna em 29% entre 2010 e 2016, e a da taxa de mortalidade infantil em 12,6%; o aumento de mais de 300% no número de transplantes entre 2010 e 2016. “Foram R$ 15 bilhões investidos nos últimos seis anos em saúde, contra R$ 6,7 bilhões investidos nos dez anos anteriores”, disse.

Entre os avanços na área de segurança estão a contratação de 11 mil policiais e a compra de 3 mil viaturas. O governador também apresentou dados da melhora de indicadores sociais, com o investimento de R$ 1,1 bilhão em assistência social nos últimos anos e 282 mil famílias atendidas pelo programa Família Paranaense. “O Paraná reduziu em 57,4% a extrema pobreza no Estado e foi o Estado do Sul que mais reduziu o número de pessoas extremamente pobres”, disse.


 

Veja mais

voltar ao topo